Sábado, 21 de julho de 2018
87 98130-4191
Política

20/01/2018 ás 13h22 - atualizada em 20/01/2018 ás 13h26

314

Garanhuns MINHA Cidade / Jhonathas William J.W

Garanhuns / PE

Por não faturar politicamente em cima de sua religião, Marina Silva pode perder o apoio dos evangélicos para Bolsonaro
Marina Silva já disse que não fará do púlpito um palanque
Por não faturar politicamente em cima de sua religião, Marina Silva pode perder o apoio dos evangélicos para Bolsonaro

Defensora do estado laico, a ex-senadora Marina Silva nunca utilizou o fato de ser cristã para faturar politicamente em cima de sua fé mesmo sabendo que era um segmento que estava crescendo nos últimos anos, diferente de outras figuras da política brasileira, tais como: Marco Feliciano e Jair Bolsonaro que exploram sua fé para faturar.


Questionada sobre qual seria sua opinião sobre a legalização do aborto, a então candidata à Presidência Marina Silva defendeu realizar um plebiscito para tratar da questão. A declaração foi dada durante um debate na TV Record, a uma semana do primeiro turno das eleições de 2010.


O posicionamento de Marina sobre aborto e outros temas polêmicos continua sendo um dos principais motivos para líderes das maiores igrejas evangélicas do Brasil negarem apoio à missionária da Assembleia de Deus, que deve disputar neste ano, pela terceira vez, o mais alto cargo do poder Executivo.


Até o momento, Marina Silva é a única pré-candidata evangélica ao Palácio do Planalto. A profissão de fé da porta-voz da Rede, no entanto, não deve credenciá-la como a favorita dos líderes das maiores igrejas do país -- Assembleia de Deus, Igreja Batista e Universal do Reino de Deus.


As principais lideranças evangélicas dizem que ainda é cedo para confirmar o apoio a qualquer presidenciável, mas afirmam que o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) é cotado para ser apoiado, o que pode ser contraditório uma vez que Jair Bolsonaro defende a tortura sendo que Jesus Cristo teria sido morto torturado.


Se oportunizando do fato de ser cristão para ganhar apoio do segmento religioso, deputado Jair Bolsonaro  faz críticas à ideologia de gênero, ao casamento gay e à legalização do aborto. Onde aparentemente seu discurso político se resume a isso, sem propor algo de concreto para mudar o país.


“Jair Bolsonaro não é evangélico, mas consegue levantar os nossos valores", diz o bispo Robson Rodovalho, líder da igreja evangélica Sara Nossa Terra e presidente da Concepab (Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil).


A posição de Marina em relação ao casamento gay também não está precisamente ao lado da bancada evangélica. A ex-senadora defende que a terminologia "casamento" só deve ser usada para homem e mulher. Mas diz que o Estado laico deve garantir as liberdades individuais e permitir a "união civil" entre homossexuais. Já Bolsonaro argumenta que a própria Constituição prevê que a união familiar só pode ser formada por homem e mulher.


Nas duas últimas eleições presidenciais, a ex-ministra defendeu o plebiscito, mas deixou claro que era contrária à prática do aborto. "Boa parte das pessoas não dizem o que pensam ou em que acreditam para não perder voto. Eu nunca fiz isso e costumo pagar o preço. Eu não defendo o aborto por questões filosóficas, éticas e religiosas", afirmou Marina, em vídeo publicado pela Rede, em dezembro de 2016.


Para Rodovalho, eleitores evangélicos estão em busca de um candidato que defenda valores conservadores e tenha uma visão liberal da economia. "Há um anseio na sociedade por essa linha, e a Marina criou um hiato com os evangélicos que será difícil de ultrapassar", diz.


O deputado Paulo Freire (PR-SP), filho do pastor José Wellington Bezerra da Costa da Assembleia de Deus de São Paulo, afirma que o pai se reunirá no próximo mês para discutir com pastores do Estado quem seria o presidenciável preferido pela região. Freire explica que diferentemente da Igreja Católica, a rede evangélica não precisa defender uma única candidatura. "Em 2014, ficou livre para todos os pastores da Assembleia", exemplifica.


O parlamentar evita dizer quem seriam os favoritos do apoio evangélico, mas dá sinais de que Marina não estará entre eles. "Nós tentamos apoiá-la em 2014, mas não foi possível. Alguns princípios não bateram." Segundo ele, os posicionamentos da Rede, não seriam a razão para a Marina "ficar em cima do muro". "Nós temos pessoas [da Assembleia de Deus] que estão no PT, mas defendem os nossos princípios", afirma.


Marina defende Estado laico, diz aliado


Aliado próximo de Marina, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirma que a ex-senadora não usará a religião para alcançar os votos dos evangélicos. Ele lembra que a pré-candidata defende o Estado laico e critica aqueles que "instrumentalizam a fé".


"A Marina é evangélica. Há uma aproximação natural de quem é da denominação dela. Mas acho muito difícil que façamos alianças com partidos com denominação [evangélica]. Vamos fazer alianças programáticas", diz Randolfe.


Segundo o parlamentar, a Rede faz a defesa do Estado laico e alega que as religiões devem estar separadas do Poder político. "'Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus', interpreta o versículo bíblico. "Acho que deveria ser assim. Igreja não é partido. Partido não é igreja", completa.


O senador ironizou a simpatia de líderes evangélicos a Bolsonaro pela defesa de princípios morais. "Acho que discutir qualidades morais é, por exemplo, ser honesto, não utilizar auxílio-moradia tendo casa própria, não empregar assessor fantasma", diz Randolfe, em referência à reportagem do jornal Folha de S.Paulo sobre o emprego de servidora fantasma por Bolsonaro.


 

FONTE: com informações do UOL

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade

Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade

Blog/coluna Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium