domingo, 18 de fevereiro de 201818/2/2018
** *****-****
RÁDIO GN
CIDADES
REVOLTANTE: Marido de paciente grava vídeo denunciando a precariedade dos equipamentos da maternidade do Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns
Marido de parturiente revoltado denúncia às péssimas condições do leito em que a sua esposa se encontrava após o parto no HRDM.
Eu Amo Garanhuns /Jhonathas W. Oliveira Garanhuns - PE
Postada em 23/01/2018 ás 22h10
REVOLTANTE: Marido de paciente grava vídeo denunciando a precariedade dos equipamentos da maternidade do Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns

Um cidadão que acompanhava a sua esposa que tinha dado a luz na maternidade do Hospital Regional Dom Moura (HRDM), gravou um vídeo e fez imagens denunciando as péssimas condições dos equipamentos do leito em que a sua esposa se encontrava. 


O vídeo gravado e as imagens produzidas foram publicados em um grupo de notícias de Garanhuns. As imagens produzidas revelam um total estado de precariedade dos equipamentos dos leitos da maternidade do HRDM, onde os equipamentos dos leitos estão sendo corroídos pela ferrugem. 


A maternidade do Hospital Regional Dom Moura é o maior da cidade e da região do Agreste Meridional, e atende diariamente dezenas de mulheres gestantes e em trabalho de parto.


"Existem regras onde os visitantes não podem entrar com sacolas para não infectar o ambiente hospitalar, mas o que podemos falar de equipamentos extremamente precários, cheios de ferrugem e certamente cheios de germes, bactérias e tantas outras infecções que estão expostos e sendo usados dentro da maternidade?


A quem recorrer?


Existe um órgão que possa fazer a inspeção do local? Qual?" Questionou uma visitante indignada com o que estava presenciando ao acompanhar uma parenta que acabará de dar a luz. 


O pedido de inspeção vai para a Vigilância Sanitária que faça uma visita ao HRDM e descubra realmente o que pode estar acontecendo. Afinal, um hospital existe para curar e não piorar a vida dos que necessitam dos serviços de saúde.


Estamos fazendo um APELO para que esse quadro seja mudado e que os pacientes possam ter a segurança de entrar e sair saudáveis. Pelo menos é isso que se espera dos órgãos públicos de saúde.


Com informações Agreste em Alerta



O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
3.110
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium