Segunda, 16 de julho de 2018
87 98130-4191
Religião

02/03/2018 ás 10h38 - atualizada em 02/03/2018 ás 10h52

352

Central

Garanhuns / PE

Padre Valdevan responde aos ataques
Confira a matéria
Padre Valdevan responde aos ataques

Recentemente o padre Valdevan, da Paróquia de Angelim, recebeu duros ataques postos na Internet. Segundo o padre, o assunto iniciou-se por conta da organização da festa de São José de 2018. Em entrevista exclusiva a nossa produção o padre esclarece:


 Tudo começou ano passado com essa festa, no ano passado já tivemos problemas porque eles colocam um palco grande em frente a igreja matriz, dá 50 metros, fecha tudo, não tem como as procissões entrarem, uma procissão que vem de São João, outra de Canhotinho e a grande do dia 19. Nos fundos da igreja eles colocam o parque de diversões, então ficamos fechados, trancados sem poder entrar e sair. Isso no ano passado, 2017.


Agora nas primeiras reuniões quando fizemos a primeira Assembleia Paroquial, no dia 2 de dezembro, a assembleia decidiu que não daria certo a festa de rua em frente a Igreja Matriz. Então convocamos a primeira reunião com comerciantes, vereadores e prefeitura para pensarmos em voz alta a festa de São José, e a partir daí começou tudo novamente: os secretários vieram, mas não resolveram nada, falaram que o que nós tivéssemos decidido ali estaria decidido, mas nada foi resolvido, então tivemos outra reunião e mais outras.


Por fim ainda fomos ao Ministério Público que eu chamei, e foi assinado um termo de compromisso para resolver a situação, fazendo um acordo, mas até agora nada. Ele dizia que a festa de rua seria dia 16, 17 e 18 (Março) em frente à Matriz, nos prejudicando totalmente, a avenida São José fica repleta de bares, de barracas e a procissão no dia 19 (Março) não tem como transitar por esta avenida. No ano passado tivemos que andar por trás das ruas, pelos becos, ruas sem asfalto.


Daí surgiu a história dos áudios, que era uma conversa no privado com uma pessoa da prefeitura  que se dizia fazer a ponte entre igreja e prefeitura, no privado. E sob pressão eu cheguei a dizer aqueles palavrões, que me arrependo, peço desculpas, mas numa hora de ira, de raiva quem não diz? Por fim eles vão fazer a festa em frente a Matriz, porque a cidade tem 87 anos, a paróquia 75. 28 anos de festa profana e 102 anos de festa religiosa, Novena de São José.


Então querem mandar na paróquia, querem fazer como eles querem, por que é assim que eles dizem que é tradição. Daí um blogueiro, que não me consultou, não falou comigo nada, não procurou saber a história completa, apenas decidiu fazer tais postagens, mas eu estou tomando as medidas cabíveis, pois ele usou minha imagem, e foi muito maldoso em pegar fotos minhas e montar num vídeo, num áudio, então a justiça é quem vai decidir.


Ainda de acordo com o padre, já foi dado inicio a uma ação contra a pessoa responsável por disseminar as informações na rede.


Muitos fiéis comentaram nas redes o ataque feito ao padre, um deles foi o professor Bruno Nunes, de Paranatama. Veja a opinião dele sobre o assunto:



 "Meu nome é Bruno, sou professor e assíduo 'frequentador' do blog o qual levantou o ataque ao padre.


Vejo uma notícia dessas como uma injustiça ao Padre Valdevan em vários aspectos:


O padre Valdevan é uma pessoa de sorriso fácil, coração bom e seria incapaz de ser um perfeito intolerante, como diz o cidadão da postagem que você usou como ilustração para a notícia (mesmo se dizendo católico, o jovem rapaz parece deixar a Igreja sempre que algo o desagrada, parece que todos deveriam estar sempre mobilizados a agradá-lo, senão, ele vai embora... não faz falta!).


Lembro que o Padre da cidade é a autoridade da Igreja que permite ou não o uso dos elementos sacros da Igreja Católica, como no caso, a festa de São José. Se é Festa de São José, precisa estar de acordo com a Igreja, caso contrário, será uma espécie de apropriação cultural e não importa se já é feita a mais de 100 anos. É feita a todo esse tempo em parceria com a Igreja e nunca sem o aval dela.


Acredito que o prefeito, por ser protestante, deve ter feito alguma situação para que a festa de rua atrapalhasse a festa religiosa (que é prioridade), afinal, não faz sentido o padre esbravejar por questões pequenas e sem sentido. O padre é um ferrenho defensor das coisas de Cristo e por isso luta por elas e não aceita injustiças.


Quanto aos palavrões ditos, o padre deve fazer um exame de sua própria consciência. Eu falo palavrões na raiva, mas não os faço publicamente. Acho que quem os espalhou também os faça, mas a hipocrisia e o mau caratismo o fizeram divulgar para todos no intuito de difamar o padre, mas atire, então, a primeira pedra... O padre não postou os palavrões ou os gravou e os mandou até a rádio da cidade ou os blogs da região, alguém os denunciou. Aparecerão muitos para julgá-lo, mas o padre está defendendo a sua fé e assim deve sempre agir!


Por que o prefeito da cidade não consultou o padre para ajudar a preparar uma festa que tem o nome de FESTA DE SÃO JOSÉ? Intolerância religiosa? Raiva por ser uma festa genuinamente católica? Não me parece que tenha sido o padre o intolerante...


Quanto às posições políticas do padre, ele denuncia injustiças que são feitas aos pobres, o que desagrada a muitos, mas não exclui quem pensa diferente, afinal, o padre sempre foi muito transparente em suas posições políticas que ele tem o DIREITO e até mesmo o dever de ter.


Quem quer respeito deve, primeiro, respeitar.


Quem conhece o padre Valdevan sabe que para ele chegar a este extremo algo de muito errado foi feito. E acredito, que isso deveria ser averiguado com o próprio padre. Só de conversar com ele você saberá um pouco da sua postura correta e sutil. Lamento que uma notícia como esta tenha sido postada com um teor tão carregado de raiva e perseguição ao padre.


Viva São José, Pai de Jesus, esposo de Maria e SANTO DA IGREJA!"


FONTE: Blog Encontro com a Notícia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium