Sexta, 22 de junho de 2018
87 98130-4191
Brasil

14/04/2018 ás 10h01

218

Garanhuns MINHA Cidade / Jhonathas William J.W

Garanhuns / PE

“A vida toda eu fiz oposição ao PSB”, diz Júlio Lóssio
“A vida toda eu fiz oposição ao PSB. Talvez eu seja o único representante da oposição que está aí, positivamente falando. Eles (a oposição) pensam muito parecido porque passaram muito tempo juntos. Houve uma conveniência agora, surgiu essa oposição”
“A vida toda eu fiz oposição ao PSB”, diz Júlio Lóssio
Ex-prefeito de Petrolina-PE e pré-candidato a governador de Pernambuco

Júlio Emílio Lóssio de Macedo, foi Prefeito De Petrolina por 8 anos. Filiado a Rede de Sustentabilidade (REDE), cumpriu mandato 2009-2012, sendo reeleito prefeito para o mandato 2013-2016.


Lóssio, levou para Petrolina um dos maiores Programas Habitacionais do país, em termos proporcionais. Foram construídas dez mil casas para quem recebia de um a três salários mínimos. Mais cinco mil residências foram oferecidas através do Minha Casa, Minha Vida II, ou seja, mais 15 mil residências.


Médico por formação, Lóssio fez diferença na área da Saúde em seu município. Ele criou as AME (Atendimento Multiprofissional Especializado). “Eu identifiquei que tínhamos muitos Postos de Saúde com pouca qualidade. Petrolina, com 300 mil habitantes, poderia ter uma unidade para cada 15 mil habitantes. Fizemos um Projeto onde pudéssemos concentrar quatro PSF (Posto de Saúde da Família), com ambiente climatizado e consultórios bem equipados.  Fizemos vinte unidade dessas, uma para cada 15 mil habitantes”, declarou Júlio Lóssio.


Petrolina também alcançou destaque na área da Educação quando Lóssio foi Prefeito. Houve um crescimento do IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica em Petrolina. “O IDEB é composto de três bases: a nota de Português, a de Matemática e o índice de aprovação. Multiplica-se a nota dos alunos pelo percentual de aprovação”, explicou Lóssio.


O ex-Prefeito fez questão de citar uma ajuda importante no município na área educacional: “ Dr. Marco Magalhães,  ex-presidente da Phillips e também fundador do IQE (Instituto de Qualidade de Educação) que foi quem nos ajudou bastante, inclusive, iniciou o projeto da Escola de Tempo Integral de Ensino Médio em Pernambuco através de uma reestruturação do Colégio Ginásio Pernambucano, aqui em Recife. Isso foi adotado pelo Governo de Jarbas Vasconcelos, quando Raul Henry era Secretário da Educação. Eduardo Campos deu continuidade e Paulo Câmara também. Nós pretendemos ampliar isso para fortalecer o Ensino Médio. Eu pretendo chamar os municípios para ajudar nisso”.


Explicando que os municípios cuidam da Educação até o Ensino Fundamental II e o Estado fica com o Ensino Médio. Lóssio pontuou que, em média, 170 mil crianças estão matriculadas no Ensino Fundamental, mas apenas 90 mil chegam ao Ensino Médio. A grande quantidade de alunos fora da Escola, e na referida faixa etária, se torna, facilmente, alvo fácil para a Criminalidade e para a Prostituição. Para mudar esse quadro de evasão escolar.


Ele acredita que é preciso que o Estado assuma a Educação Infantil. “Vamos tomar a iniciativa do Estado assumir a Educação Infantil. Vamos buscar essa responsabilidade do pré-natal até os seis anos de idade, que é o período mais importante da formação do ser humano. Estou sugerindo a Marina Silva (presidente da Rede e pré-candidata a Presidente) que, de alguma forma, federalize as ações da Educação, para que o Governo Federal não seja apenas um repassador do recurso, mas um ente que acompanhe, monitore, fiscalize e troque experiências”.


Como gestor municipal, Lóssio ganhou um prêmio importante na área da Educação por causa do Programa Nova Semente. “Nós fizemos o maior programa de creches do Brasil: dez mil crianças incluídas, 190 creches. Chegamos a ter um orçamento anual de 50 milhões só para a Educação Infantil, só para o Programa Nova Semente. Isso deu frutos extraordinários para as crianças e para as famílias”.


Como pré-candidato ao Governo do Estado de Pernambuco pela Rede, Júlio Lóssio acredita que, nas eleições, o grande gigante é o povo. E, segundo Lóssio, o pernambucano está com a autoestima abalada pelos graves problemas pelos quais o Estado passa, considerando a gestão Paulo Câmara. “O aluguel, o gás de cozinha, a gasolina, tudo está mais caro. Pais precisaram tirar os filhos de atividades de escola privada, e pessoas não podem mais pagar seus planos de saúde. Queremos dizer ao pernambucano que ele pode mais”, declarou o ex-prefeito de Petrolina.


Falando ainda sobre os problemas enfrentados por Pernambuco, Júlio Lóssio pontuou ainda questões sobre o Porto de Suape e sobre a Violência Urbana. Ele disse: “Se hoje você for à região de Suape verá que houve muito prejuízo, tanto no desemprego, como no investimento empresarial. Por exemplo, pessoas investiram em hotelaria, e quebraram. Suape não deu o retorno que se esperava porque se pensou apenas no desenvolvimento econômico, e não no desenvolvimento das pessoas”.


No quesito Segurança Pública, Lóssio propõe a criação da Polícia Rodoviária Estadual. O novo órgão cuidaria, entre outras coisas, da proteção do cidadão, através da fiscalização da entrada de armas e drogas no Estado. “Pernambuco não tem fábrica de armas, e o armamento que tem chegado aqui para, por exemplo, explodir agencias bancárias vem de algum lugar. A Policia Rodoviária Federal só cuida das BRs”, explicou o pré-candidato.  


Outra proposta que Júlio Lóssio faz na área de Segurança é a criação de Agentes de Segurança Municipais. Como os já conhecidos Agentes de Saúde, os Agentes de Segurança teriam uma conexão muito maior com as comunidades. Lóssio declarou: “Pretendemos estimular os municípios a formarem seus agentes de segurança municipais, e para fazer isso é necessária uma articulação com os municípios, estimulando-os financeiramente”.


Pré-candidato ao Governo do Estado de Pernambuco, Lóssio afirma que deseja um Estado menor para dentro, mas, maior para fora. Ele acredita que a diminuição de secretarias e assessores são alguns exemplos de enxugamento que podem auxiliar a gestão estadual.


Perguntado sobre o atual cenário eleitoral para as eleições para Governo, Lóssio afirmou que Pernambuco tem uma pseudo oposição. Ele acredita que a oposição de hoje, é por conveniência. “A vida toda eu fiz oposição ao PSB. Talvez eu seja o único representante da oposição que está aí, positivamente falando. Eles (a oposição) pensam muito parecido porque passaram muito tempo juntos. Houve uma conveniência agora, surgiu essa oposição”.


Sobre sua filiação à Rede, Júlio Lóssio se sente honrado em estar num partido em que luta e paz são filosofias norteadoras. “Muitos pensam que luta e paz são contraditórios, mas não são. Queremos fazer uma grande luta no Estado de Pernambuco, mas temos a paz como meta. A paz não vem do conformismo, e sim, da luta por aquilo que se acredita”, asseverou o pré-candidato.

FONTE: PORTAL DA PREFEITURA

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade

Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade

Blog/coluna Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium