Quinta, 21 de setembro de 201721/9/2017
** *****-****
Muito nublado
16º
17º
22º
Garanhuns - PE
dólar R$ 3,13
euro R$ 3,72
RÁDIO GN
SAÚDE
Drauzio Varella cumpre agenda em Pernambuco e sugere adiar gravidez
-
Postada em 15/12/2015 ás 09h28
Drauzio Varella cumpre agenda em Pernambuco e sugere adiar gravidez


Nesta terça-feira, o médico e escritor Drauzio Varella cumpre agenda em Pernambuco. Esta manhã, ele participa do lançamento do Plano de Mobilização contra o Aedes aegypti da Arquidiocese de Olinda e Recife, visita a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) e conhece o trabalho da equipe do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), referência no estado no tratamento de crianças com microcefalia.



Ontem, após reunião com o governador Paulo Câmara e o secretário estadual de Saúde, Iran Costa, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, o médico que integra a campanha de conscientização sobre o perigo do mosquito, foi enfático: “Não é hora de engravidar. Não havia na literatura esse tipo de complicação (microcefalia) relacionada ao zika. A comunicação com a população tem o importante papel de mostrar que o combate ao Aedes aegypti é uma função de todos nós”, disse. 

“Estamos escrevendo uma nova doença na literatura médica mundial. Precisamos ter muita responsabilidade nesse momento e falar com a população de maneira muito clara e informativa”, completou Paulo Câmara.

Para Drauzio, por causa da chegada do verão - época em que as pessoas precisam armazenar água e, portanto, do risco de nova explosão de casos de dengue, chikungunya e zika - os planos de gravidez devem ser adiados. “Engravidar pode ser um plano para um pouco mais à frente. Se eu tivesse uma filha, falaria ‘não engravida, não é o momento’. Acho que nessas horas temos que ter medidas radicais. Isso pode dar um tempo para a gente entender o que está se passando”, disse.

Ontem, com a divulgação do Protocolo de Atenção à Saúde para Microcefalia, o Ministério da Saúde informou que vai distribuir 10 milhões de testes rápidos de gravidez para estados e municípios brasileiros. O objetivo é identificar precocemente mulheres com suspeita de gravidez para que elas se protejam contra o zika vírus, associado à epidemia de microcefalia no país. O órgão pretende ainda aumentar a busca ativa de mulheres em idade fértil e garantir a oferta de métodos contraceptivos, caso não haja interesse de engravidar.

“Quanto antes a mulher souber da sua condição de gestante, melhor. O fundamental é que tome todos os cuidados necessários para reduzir o risco de contaminação”, afirmou o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame. Atualmente, cerca de 50% das gestantes iniciam o pré-natal depois 


FONTE: Diário de Pernambuco
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
274

Publicidade

AppFIG
Facebook

Publicidade

Banner sessão 1 Mano Imóveis (Shows)

Publicidade

Banner sessão 1 Tyoflan (esportes)

Publicidade

Enquete
Se as eleições presidenciais do Brasil fossem hoje, em quem você votaria?

Lula
259 votos - 61.2%

Marina Silva
77 votos - 18.2%

Aécio Neves
60 votos - 14.2%

Michel Temer
27 votos - 6.4%

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium