Segunda, 01 de maio de 201701/5/2017
** *****-****
Parcialmente nublado
20º
25º
27º
Ashburn - VA
dólar R$ 3,17
euro R$ 3,46
RÁDIO GN
BRASIL
Congresso promulga PEC do Teto
Em sessão-relâmpago do Congresso, o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), promulgou na manhã desta quinta-feira a chamada PEC do Teto dos gastos públicos.
-
Postada em 15/12/2016 ás 12h21 - atualizada em 15/12/2016 ás 12h25
Congresso promulga PEC do Teto

© Foto: André Coelho/Agência O Globo

A agora Emenda Constitucional fixa um limite para os gastos púbicos nos próximos 20 anos. As despesas União só poderão crescer com base na inflação do ano anterior.



Essa é uma das principais medidas de ajuste fiscal do governo do presidente Michel Temer, que nesta quinta-feira deve lançar um pacote de medidas de estímulo à economia.



A PEC do Teto foi aprovada pelo Senado na última terça-feira, em segundo turno.



A sessão do Congresso, realizada no plenário do Senado, foi muito rápida. Alguns parlamentares, como a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) segurava cartazes com a inscrição: "PEC da Morte".



Além de Renan, estava o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Também foi promulgada a chamada PEC dos Precatórios, que trata do pagamento de dívidas públicas decorrentes de decisões judiciais, os chamados precatórios.


FONTE: MSN Notícias
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

Publicidade

Banner sessão 1 Mano Imóveis (Shows)
Facebook

Publicidade

Banner sessão 1 Tyoflan (esportes)

Publicidade

Mais lidas do mês

Publicidade

Enquete
Se as eleições presidenciais do Brasil fossem hoje, em quem você votaria?

Marina Silva
41 votos - 40.2%

Lula
36 votos - 35.3%

Michel Temer
16 votos - 15.7%

Aécio Neves
9 votos - 8.8%