domingo, 27 de maio de 2018
87 99950-6154
Cidades

02/12/2017 ás 07h37

6.630

Garanhuns MINHA Cidade / Jhonathas William J.W

Garanhuns / PE

Justiça nega pedido do advogado e João Victor vai continuar no Cotel
Confira na matéria:
Justiça nega pedido do advogado e João Victor vai continuar no Cotel

A Justiça negou, nesta sexta-feira (1), o pedido da defesa de João Victor Ribeiro de Oliveira Leal, 25 anos, para transferi-lo do Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel) para uma clínica de tratamento. O advogado do rapaz, Manoel Marcos Soares de Almeida, vai recorrer da decisão. O juiz auxiliar da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Ernesto Bezerra Cavalcanti, alegou que a defesa não apresentou os documentos necessário para comprovar a dependência química do rapaz.


João Victor foi preso em flagrante depois de provocar uma trágica colisão que vitimou cinco pessoas. Ele dirigia alcoolizado. Três morreram; duas estão internadas no Hospital Santa Joana. O delegado responsável pelo caso, Paulo Jean, afirmou ter encerrado, na última sexta, a fase de depoimentos depois de ter ouvido cerca de 20 pessoas. O delegado contou que se debruçará neste fim de semana sobre o laudo pericial do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto de Medicina Legal (IML). Está previsto que o inquérito seja entregue ao Ministério Público até a próxima quarta. 

Encerrando a ouvida de testemunhas, o empresário Bruno Leal, pai do motorista, compareceu à Delegacia de Polícia de Delitos de Trânsito, no bairro da Iputinga, para prestar esclarecimentos. O empresário depôs por cerca de 1h30, acompanhado pelo advogado. O advogado é a única pessoa a ter acesso a João Victor, que está preso no Cotel, que fica em Abreu e Lima, desde a última segunda-feira, por crime de atentado consumado contra a vida. Os familiares só poderão vê-lo no domingo, dia destinado às visitas.

Entenda o caso


A combinação de bebida, imprudência e alta velocidade é apontada pela polícia como a causa do acidente que deixou uma criança e duas mulheres mortas, entre elas uma grávida, na noite do último domingo (26), na Zona Norte do Recife. A colisão ocorreu às 19h32 no cruzamento da rua Cônego Barata com o início da Estrada do Arraial, no bairro da Tamarineira.

O Ford Fusion, placa NMN 3336, que era conduzido por João Victor Ribeiro de Oliveira Leal, 25 anos, trafegava em alta velocidade e ultrapassou um sinal vermelho, atingindo um Toyota RAV4, placa DEZ 9493, onde estava uma família. A mãe, Maria Emília Guimarães, de 39; e a babá Roseane Maria de Brito Souza, de 23, que estava grávida, morreram na hora. O filho do casal, Miguel Neto, que faria 4 anos no próximo mês, faleceu no hospital, durante cirurgia para conter uma hemorragia abdominal. Condutor do SUV da família, o pai, Miguel Arruda da Motta Silveira Filho, de 45 anos, e a filha Marcela, de 5, continuam internados no Hospital Santa Joana.

FONTE: FOLHA DE PE

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade

Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade

Blog/coluna Blog Oficial da Fan Page Garanhuns MINHA Cidade
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium