Segunda, 16 de julho de 2018
87 98130-4191
Política

28/12/2017 ás 18h59 - atualizada em 28/12/2017 ás 19h22

648

Garanhuns MINHA Cidade / Jhonathas William J.W

Garanhuns / PE

''Temer não tem poder ilimitado para aniquilar condenações de corruptos'' diz Marina
Confira na confira:
''Temer não tem poder ilimitado para aniquilar condenações de corruptos'' diz Marina

A ex-seandora e atual porta-voz nacional da REDE, Marina Silva, parabenizou a decisão da PGR que pediu a suspensão imediata de indulto de Natal concedido pelo Presidente Temer que facilitava o perdão a condenados por corrupção.


''O presidente não tem poder ilimitado para aniquilar condenações criminais, como as da Operação Lava Jato e de outras operações de combate à corrupção.'' disse a ex-senadora.


CANDIDATURA A PRESIDÊNCIA


Fora dos escândalos de corrupção e da lava jato, A ex-senadora Marina Silva oficializou no inicio de dezembro a sua pré-candidatura  à Presidência da República pela Rede, partido que fundou em 2015. Nas últimas duas eleições, a ex-ministra do Meio Ambiente no governo Lula ficou em terceiro lugar.


Durante o lançamento, a ex-senadora criticou a polarização no País, ressaltou a crise de legitimidade na política e disse a "operação lava votos" será feita pelo eleitor. "Minha motivação não é o poder pelo poder. É um serviço", afirmou.



Marina lembrou que a Rede terá apenas 12 segundos de tempo de propaganda eleitoral no rádio e na televisão e 0,05% do fundo eleitoral, mas afirmou que o partido se fortalece nas dificuldades. "Uma campanha ralada dói bem menos do que um país partido", completou.


"Sou uma mulher de fé. Respeito os que não têm fé. Respeito a diversidade religiosa, a cultura. Essa é a minha tradição em mais de 33 anos de vida pública, mas aprendi com a minha fé, que quando sou fraco, sou forte."


Sem citar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou o deputado federal Jair Bolsonaro(PSC-RJ), dois possíveis concorrentes, Marina criticou políticos paternalistas e disse que "só tiranos oferecem destino." De acordo com ela, "não é o momento de salvadores da Pátria".


‘’Em momentos de crise, é muito fácil projetar a figura de um pai protetor. Isso não fortalece nossa democracia. Não fortalece nossas instituições. Isso nos infantiliza politicamente. Nos infantiliza institucionalmente.’’ disse a ex-senadora.


FONTE: Com informações do huffpostbrasil.com

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium