Anuncio 2 ALEPE
FUNASE

Unidades da Funase passam a contar com 52 novos agentes socioeducativos

Profissionais tiveram contratações formalizadas nesta quinta-feira (10) no Diário Oficial do Estado e já estão em processo de capacitação. Ainda neste mês, grupo começará a atuar em três regiões de Pernambuco

11/10/2019 18h19
Por: Jonathas William J.W / Portal Garanhuns Notícias

Unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) situadas em três regiões de Pernambuco passarão a contar, ainda neste mês, com 52 novos agentes socioeducativos. Os profissionais começaram, nesta semana, um processo de capacitação introdutória com 80 horas/aula e, após essa fase, que tem término previsto para o dia 18 de outubro, já poderão começar a trabalhar. A contratação de parte desse grupo foi formalizada na edição desta quinta-feira (10) do Diário Oficial do Estado.

O maior número de profissionais, composto por 28 agentes socioeducativos, atuará em Caruaru, no Agreste do Estado, onde a Funase tem três unidades – o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), o Centro de Internação Provisória (Cenip) e a Casa de Semiliberdade (Casem). Desde a última segunda-feira (7), uma equipe da Assessoria Técnica de Gestão de Pessoas, ligada à Superintendência Geral de Gestão do Trabalho e Educação (Suted) da Funase, está responsável pela capacitação dos agentes.

Já no Recife, 24 novos servidores estão sendo treinados. Nesse grupo, haverá profissionais lotados na Região Metropolitana, onde a Funase tem o maior número de instalações, e em duas unidades de internação da Zona da Mata do Estado – o Case Timbaúba e o Case Vitória de Santo Antão. Tanto no Grande Recife como no Interior, a capacitação dos agentes socioeducativos está ocorrendo com certificação do Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco (Cefospe).

O Governo de Pernambuco tem investido na recomposição do quadro de agentes socioeducativos da Funase. Entre 2015 e 2018, 1.698 profissionais foram contratados, boa parte deles, por meio de uma seleção simplificada que ofertou 496 vagas na Região Metropolitana do Recife. Em 2019, já foram feitas várias convocações dessa e de outras seleções simplificadas.

“O agente socioeducativo, que trabalha diretamente em contato com os adolescentes atendidos, tem uma função muito importante, sobretudo no que diz respeito a seu papel pedagógico. Essas contratações são essenciais para manter o equilíbrio dentro do sistema socioeducativo”, afirma o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, Sileno Guedes.

Conforme a presidente da Funase, Nadja Alencar, o investimento em pessoal é importante para manter o número de agentes socioeducativos em conformidade com a proporção definida pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase). “Além de nos preocuparmos com um bom quantitativo, também temos apostado em capacitação. No ano passado, tivemos um marco: um curso de 80 horas, pelo Cefospe, para cerca de 500 novos agentes contratados para a Região Metropolitana. Essa formação em uma escola corporativa tem se mantido neste ano e temos visto bons resultados dentro das unidades socioeducativas”, declara.

CURSO – A capacitação introdutória para novos agentes aborda temas como Desenvolvimento Comportamental, Fundamentos Legais da Socioeducação, Ética Profissional e Direitos Humanos, Procedimentos Operacionais, Inteligência, Gerenciamento de Crises, Primeiros Socorros, Procedimentos Correcionais, Defesa Pessoal, além do Projeto Político-Pedagógico da Funase.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Anuncio ao lado de mais lidas
Banner sessão 1 Tyoflan (esportes)
Municípios
GastroMED
Últimas notícias
Crianças
Mais lidas
Anúncio