Sábado, 22 de Junho de 2024
°C °C
Publicidade

Artesãos de Garanhuns transformam madeira de podas de árvores em obras de arte

Com o apoio do Sebrae, por meio de projeto que une a valorização do artesanato à sustentabilidade, mestres artesãos utilizam o recurso como matéria-prima no seu trabalho

25/04/2024 às 12h49
Por: Jonathas William J.W / Garanhuns Notícias
Compartilhe:
Artesãos de Garanhuns transformam madeira de podas de árvores em obras de arte

Mestres artesãos de Garanhuns estão transformando madeira de podas de árvores em obras de arte. Há pouco tempo, esses profissionais precisavam comprar a madeira ou mesmo buscar restos de árvores mortas em sítios e matas. A mudança foi possível graças a uma iniciativa da Unidade Regional do Sebrae/PE no Agreste Meridional, localizada em Garanhuns que, em parceria com a Prefeitura, desenvolve um projeto para a valorização do artesanato e incentivo à sustentabilidade.  O trabalho começou em março deste ano e beneficia artesãos que trabalham com a matéria-prima, entre eles os mestres Serginho Alves, Fida, Marcos Siqueira e Zemar Vilela.

“Temos grandes mestres artesãos que trabalham com madeira e, frequentemente, a Prefeitura faz um trabalho de corte preventivo de galhos e árvores. Junto com os artesãos, nós fomos ao depósito onde esse material é guardado e vimos que alguns tipos de madeira poderiam ser aproveitados e fechamos essa parceria, reduzindo os custos de produção”, conta Gerlane Melo, analista do Sebrae/PE.

ECONOMIA

Um dos beneficiados pela iniciativa é José Sérgio Pereira dos Santos, 43 anos de idade e artesão há 20, que transforma pedaços de madeira em verdadeiras obras de arte. “Meu trabalho é de arte popular rústica, escultura em madeira, eu aproveito toda essa madeira da poda. Já pego uma madeira pronta para trabalhar, isso adianta muito o meu trabalho, aproveito cerca de 80% desse material. É uma parceria muito boa, me ajuda e ajuda a arte”, diz.

Entre os tipos de madeira que ele utiliza estão as de árvores de castanhola e eucalipto. O artesão conta que antes comprava o produto de um senhor que trazia a madeira dos sítios, oriunda de galhos soltos ou árvores mortas. Para transformar madeira em arte ele utiliza ferramentas como facão, machadinha e formão e faz em média duas peças por dia.

Outro mestre que participa do projeto é Zemar Vilela, que trabalha há quase 30 anos com artesanato e utiliza a madeira proveniente da poda para criar peças que sempre fazem sucesso nas feiras de artesanato. “Essa parceria é muito importante porque a gente usa essa madeira e fica mais fácil. Antes a gente tinha que pegar nos sítios, de árvores mortas, e isso tem um custo bem alto. Uso a madeira principalmente na forma do corpo e o resto eu complemento com sucatas e engrenagens como parafusos e porcas”.

SUSTENTABILIDADE

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente de Garanhuns, Neilton Falcão, além de escolher o tipo de madeira que vão levar, os artesãos ainda podem solicitar o corte de determinado pedaço da árvore, de acordo com a necessidade do seu trabalho. “Essa madeira é oriunda de podas e cortes preventivos de árvores, para evitar transtornos ou acidentes. Além de aproveitarmos essa madeira, para cada árvore que precisa ser cortada plantamos dez mudas”, explica.

°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
21h00 Nascer do sol
21h00 Pôr do sol
Dom ° °
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Qui ° °
Atualizado às 21h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 0,00 %
Euro
R$ 0,00 %
Peso Argentino
R$ 0,00 %
Bitcoin
R$ 0,00 %
Ibovespa
0,00 pts %
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias