Anuncio 2 ALEPE
PIB de Pernambuco

PIB de Pernambuco cresceu mais que o dobro do nacional no segundo trimestre de 2019

Confira na matéria

20/09/2019 10h00Atualizado há 3 semanas
Por: Jonathas William J.W / Portal Garanhuns Notícias

O PIB de Pernambuco cresceu 2,2% no segundo trimestre de 2019, tendo como base de referência o mesmo período de 2018, enquanto o índice nacional foi de apenas 1,0%. Esse desempenho decorreu do comportamento dos três grandes setores econômicos: Agropecuária (9,9%), Indústria (4,9%) e Serviços (1,1%). Em valores correntes, o PIB do segundo trimestre de 2019 alcançou R$ 49,2 bilhões. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (19) pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem).

Este quadro positivo, segundo a presidente da Agência Condepe/Fidem, Sheilla Pincovsky, tem como base um plano estruturador de investimentos do Governo do Estado, o que garantiu um dinamismo na economia mesmo diante de um quadro adverso. Para ela, os dados da indústria contribuíram para este resultado, uma vez que a inserção de novas indústrias, a exemplo do polo automotivo de Goiana, tem permitido uma tendência de crescimento maior que a do restante do País.

O diretor de Estudos e Pesquisas da Condepe/Fidem, Maurílio Lima, registrou que em novembro o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGe estará divulgando os dados consolidados referentes ao PIB de 2017. A Agência Condepe/Fidem fará uma programação em paralelo para comemorar os 20 anos de divulgação destas informações de forma conjunta, na qual haverá a discussão da trajetória da economia pernambucana. Também serão divulgados dados do PIB municipal deste ano.

Setores Na agropecuária, as lavouras permanentes registraram crescimento de 20,5%, com o aumento na produção de banana, manga, maracujá, coco-da-baía, goiaba e castanha-de-caju. Na Pecuária houve alta de 2,9%, com destaque para o aumento na produção de ovos e a bovinocultura.

Já o Setor Industrial, na comparação do segundo trimestre de 2019 com o mesmo período em 2018, apresentou variação de 4,9% no volume do seu valor adicionado. Contribuíram para o desempenho positivo a Indústria de transformação (6,6%), a atividade de Produção e distribuição de eletricidade, gás, água, esgoto e limpeza urbana (6,5%) e a Construção civil (1,5%).

O Setor de Serviços registrou crescimento de 1,1% no segundo trimestre de 2019, em relação ao segundo trimestre de 2018. Os segmentos que mais cresceram foram Transporte, armazenagem e correio (5,1%), Administração, saúde e educação públicas (1,9%),

Já no primeiro semestre de 2019, o PIB de Pernambuco, a preços de mercado, alcançou R$ 99,8 bilhões em valores correntes, com crescimento de 1,7% no primeiro semestre de 2019 em relação a igual período de 2018. Esse desempenho decorreu do comportamento agregado, dos três setores econômicos: Agropecuária (10,0%), Indústria (4,2%) e Serviços (0,7%). Em termos comparativos, a economia pernambucana apresentou um comportamento mais acelerado que a economia brasileira no primeiro semestre, tendo em vista o crescimento de 0,7% do PIB nacional.

Na Agricultura, as lavouras temporárias cresceram 1,6%, influenciadas principalmente pelo incremento na produção de cana-de-açúcar, mandioca, melão, melancia e batata-doce. As lavouras permanentes registraram expansão de 19,6%, destacando-se os incrementos na produção de banana, manga, maracujá, coco-da-baía, goiaba e castanha-de-caju. A Pecuária apresentou crescimento (2,9%), com destaque para o aumento na produção de ovos e da bovinocultura.

Já o comportamento positivo do Setor Industrial (4,2%) em Pernambuco decorreu do crescimento das atividades da Indústria de transformação (6,2%) e da Produção e distribuição de eletricidade, gás, água, esgoto e limpeza urbana (5,3%) e da estabilidade na Construção civil (0,4%).

O Setor de Serviços cresceu 0,7% quando comparado ao mesmo período de 2018. As atividades que contribuíram positivamente para este resultado foram, principalmente, Transporte, armazenagem e correio (2,8%), Administração, saúde e educação públicas (1,8%), Atividades imobiliárias e aluguéis (1,4%) e Outros serviços (0,6%).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Anuncio ao lado de mais lidas
Banner sessão 1 Tyoflan (esportes)
Municípios
GastroMED
Últimas notícias
Crianças
Mais lidas
Anúncio