Anuncio 2 ALEPE
Oposição

Oposição de Capoeiras responsabiliza prática de compra de votos pelos baixos índices de serviços prestados no município nos últimos 20 anos

Confira na matéria

29/10/2019 10h21
Por: Jonathas William J.W / Garanhuns Notícias

Ao analisar os dados da ONG Liberdade PE, publicados recentemente, o ex-prefeito e ex-deputado Carlos Batata lamentou profundamente a classificação obtida pelo município de Capoeiras. A ONG, que é uma instituição suprapartidária e sem fins lucrativos, não recebe recursos públicos e trabalha a favor da liberdade econômica e contra a corrupção e os privilégios. Com base em dados abertos, fornecidos por órgãos de fiscalização do Estado, desenvolveu o Ranking dos Prefeitos. Uma ferramenta simples para ajudar o cidadão na avaliação da gestão municipal.

De acordo com esta instituição, Capoeiras está entre os municípios com os piores serviços do Estado de Pernambuco nas áreas de finanças, saúde, educação, segurança, transparência e geração de emprego.

Ele responsabiliza o modo como vem acontecendo as eleições dos prefeitos nos últimos 20 anos. “Como é de conhecimento público, nas eleições de 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016, em Capoeiras, houve uma utilização exacerbada do poder econômico e uma recorrente prática criminosa de compra de votos, fazendo com que os detentores dos mandatos neste período deixassem de lado os cuidados com a prestação dos serviços públicos básicos que deveriam prestar a população e passassem a ter apenas como objetivo a utilização do mandato como forma de conseguir recursos para sanarem os débitos de campanha e promoverem a reposição do dinheiro pessoal, no caso do eleito ter colocado em campanha recursos do próprio bolso. Isso não sou só eu quem está dizendo. É voz corrente no município entre os próprios eleitores”, afirma Carlos Batata.

Dessa forma, ele vê como única saída para superar tal realidade, que nas próximas eleições o eleitor escolha de forma livre e consciente para governar o município aquele que entender possuir experiência e capacidade de gestão, espírito público republicano e grande capacidade de articulação política no estado e em Brasília para poder reconstruir um município que foi literalmente destruído.

O vereador Bruno da Ótica também faz considerações a respeito da realidade de Capoeiras. Eleito em 2016 no grupo da atual prefeita, logo em 2017 reconheceu a falta de compromisso da atual gestora e migrou para oposição lamentando a situação caótica em que se encontra o município, responsabilizando em grande parte a gestão municipal pela não prestação dos serviços básicos dos quais a população necessita nas áreas citadas pela ONG. “Fui percebendo que Capoeiras iniciava um caminho de retrocesso. É lamentável que a cidade de Capoeiras passe por esse processo, onde os mentores que deveriam pensar de maneira funcional e que atendessem aos interesses dos munícipes, prefiram fazer vistas grossas às demandas deficitárias e simplesmente permitam que os índices e estatísticas sejam apresentadas na mídia de maneira vergonhosa’, disse o vereador.

No mesmo sentido o jovem conhecido como Cândido Lira, do Povoado Alegre, que será candidato a vereador nas eleições do próximo ano, também lamenta que a educação de Capoeiras esteja entre as piores do Estado e faz críticas a gestão na área de saúde pela falta de médicos e medicamentos na cidade de Capoeiras e em particular no Povoado Alegre. “Dizem que a educação está boa... se estar apenas em 107° no ranking está bom, isso não é gestão que realmente se importa em melhorar nossa educação. Nossa saúde não é real aos olhos de quem vê no município. Dizem está uma maravilha mas sabemos que faltam remédios nas farmácias do hospital e postos de saúde, além da constante falta de médicos. Isso tudo explica uma gestão inexistente em Capoeiras”, considerou o pré-candidato a vereador Cândido.

O jovem Rodrigo, conhecido como Rodrigo de Rosana, pertence ao Grupo Jovem de Capoeiras e lamenta: "recebi com muita tristeza e pesar que a minha cidade é uma das piores de Pernambuco no quesito prefeito e no que diz respeito à prestação de serviços nas áreas de saúde, educação, segurança e na geração de emprego”. Lamenta profundamente essa realidade, pois os reflexos são sentidos diretamente por toda a população principalmente a mais carente.

Rodrigo, que sempre morou em Capoeiras, diz que jamais o município passou um momento tão delicado como esse e a exemplo de Batata responsabiliza a criminosa prática de compra de votos pela situação que se encontra o município. Mas ao mesmo tempo ainda tem esperanças e conclama toda a população para se unir de forma livre e soberana nas eleições do próximo ano para escolher alguém eu seja comprometido com município e que tenha experiência e capacidade para retirar o município da situação que se encontra: “Pessoal acorde! Atentem para essa situação. Vamos lutar. Vamos mostrar que tem jeito sim e que só depende da gente. A próximas eleições se aproximam e aí sim, teremos a oportunidade de dar uma resposta a esse descaso. Vamos escolher uma pessoa capacitada para administrar nossa cidade, uma pessoa que tenha projetos e boa vontade para com o povo. Precisamos ter consciência na hora de votar. Não venda seu voto. Veja o preço que você está pagando. Entendam que não somos mercadorias, não temos preços. Vamos da um basta nesta prática política medíocre que só empobrece o nosso povo. Quem gasta hoje com você, quando entra na prefeitura quer tirar o nosso dinheiro em dobro. E quem paga somos nós”, afirmou Rodrigo.

Por fim, outro jovem, o suplente de vereador Renato, muito conhecido em Capoeiras como Renato de Zé do Som, e que também pertence ao Grupo Jovem e fez parte do grupo de apoio da atual prefeita nas últimas eleições municipais também se pronunciou a respeito. A exemplo do vereador Bruno da Ótica, também migrou para o grupo de oposição em função do desgosto com a atual gestão no que diz respeito às irresponsabilidades da Administração municipal. Como pré-candidato a vereador nas próximas eleições, faz considerações indignadas sobre a publicação dos índices do município pela ONG Liberdade: “É vergonhoso o rumo que a nossa cidade está tomando. As consequências do derrame de dinheiro em campanhas eleitorais estão ficando mais evidentes a cada eleição. Mas continuaremos lutando de forma responsável, fiscalizando e mostrando a população a verdadeira situação do nosso município. A pessoas precisam entender que quanto mais se gasta em uma campanha mais é retirado do povo depois”, afirmou Renato de Zé do Som.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Garanhuns - PE
Atualizado às 01h27
18°
Poucas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 18°
18°

Sensação

21.1 km/h

Vento

94.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anuncio ao lado de mais lidas
Banner sessão 1 Tyoflan (esportes)
Municípios
GastroMED
Últimas notícias
Crianças
Mais lidas
Anúncio