Anuncio 2 VISION
Coronavírus

Brasil tem 488 casos suspeitos de coronavírus e 2 confirmados

Informação foi atualizada em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (03/03). Outros 240 casos já foram descartados

04/03/2020 05h42
Por: Jonathas William J.W / Garanhuns Notícias

Depois de uma alta no número casos devido à inclusão de vários países europeus na definição para investigação de coronavírus, o Ministério da Saúde afirmou, nesta terça-feira (03/03), que o número de casos confirmados segue de 2 pacientes e o de casos suspeitos chega a 488.

Desde que o Ministério da Saúde começou a monitorar as notificações de todos os estados, 240 pacientes passaram por exames e tiveram a infecção pelo novo vírus descartada. Segundo a pasta, a maior parte dos casos é, na verdade, de influenza, um vírus que circula normalmente no hemisfério norte durante o inverno e pode ser prevenido pela vacinação.

O estado com mais casos suspeitos segue sendo São Paulo, com 130 pacientes aguardando o resultado de exames. Em segundo lugar, está o Rio Grande do Sul, com 82 casos. A incidência da doença é mais frequente nos estados do sul do país por conta do clima mais frio, onde é mais comum ter gripe (a população tende a procurar ambientes fechados para se proteger do clima, facilitando a transmissão dos vírus).

Apenas quatro estados não tiveram casos suspeitos investigados: Acre, Amapá, Roraima e Tocantins.

Fase de contenção

Os estados continuam sendo capacitados pelo ministério para fazer as notificações corretamente, mas, segundo o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson de Oliveira, metade das notificações dos estados não se encaixa na definição de casos de Covid-19. Atualmente, o Brasil se encontra na fase de contenção da doença.

“Estamos no nível 3, na fase de contenção, onde o nosso objetivo é evitar a dispersão [do vírus]. Obviamente, entendendo que há uma transição que se inicia para uma fase de mitigação, onde vamos trabalhar para evitar casos graves e óbitos”, disse Wanderson de Oliveira.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, considerou precipitada a decisão de escolas suspenderem as aulas se não houver nenhum caso suspeito dentro da instituição. “As escolas não se embasam em nenhum critério técnico. Imagino que elas tenham reunião de pais e o princípio da autoridade parental prevalece. Mas, do ponto de vista de saúde pública, se uma pessoa não chega de um local, não tem febre, não tem coriza, não tem nenhum sinal, ela não tem porque ser retida”.

Garanhuns - PE
Atualizado às 17h38
27°
Poucas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 20°
29°

Sensação

18.7 km/h

Vento

69.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anuncio ao lado de mais lidas catedral
Banner sessão 1 Tyoflan (esportes)
Municípios
GastroMED
Últimas notícias
Crianças
Mais lidas
Anúncio