Quinta, 04 de Março de 2021 21:37
(87) 9.8130-1122
Saúde Saúde

Fonoaudióloga alerta quanto ao desenvolvimento da fala das crianças neste período de pandemia

Segundo Dryelle Azevedo tem aumentado as queixas dos pais neste período de pandemia. Há criança com suspeita de autismo devido ao atraso na fala; a especialista lista motivos

02/02/2021 20h22 Atualizada há 4 semanas
Por: Jonathas William J.W / Garanhuns Notícias
Fonoaudióloga alerta quanto ao desenvolvimento da fala das crianças neste período de pandemia

Com a mudança na rotina devido ao isolamento social neste período de pandemia, muitas crianças mantiveram a rotina com os pais trabalhando em home office ou estavam sendo acompanhadas por algum responsável. Impedidos de ir à escola, ou ter uma saída com os amigos, por exemplo, o uso de equipamentos tecnológicos como tablet, celular e televisão têm crescido entre as crianças. Já entre os pais e responsáveis, o que tem aumentado é o cuidado com a saúde dos pequenos, pois muitas crianças estão apresentando déficit na comunicação, ocasionando transtornos na linguagem.

A fonoaudióloga Dryelle Azevedo, especialista no assunto, conta que o aumento do convívio familiar possibilitou que os pais pudessem observar atrasos na fala ou até mesmo uma regressão no desenvolvimento da fala “Frequentemente tenho recebido pais aflitos com a comunicação dos seus filhos, neste período de isolamento social, os pais estão observando dificuldades tanto na fala, quanto na alimentação das crianças", adianta. A profissional ainda conta que alguns pequenos estão com suspeita de autismo.

Com ajuda do fonoaudiólogo, essas famílias estão conseguindo mudar condutas e direcionar a estimulação dos seus filhos. Além do tratamento, é importante o diagnóstico precoce.

A especialista conta que é importante saber que o bebê estabelece a comunicação muito antes das primeiras palavrinhas. “A comunicação infantil ocorre através das variações entre o choro e o sorriso, permitindo aos adultos entender suas necessidades”, detalha a fonoaudióloga ao reforça que, além dos sons e palavras, e? importante que os pais fiquem atentos ao comportamento das crianças, na interação com outras crianças e com a família.

A fonoaudióloga separou algumas dicas: 

Se a criança apresentar alguns sinais abaixo, a orientação é procurar um especialista: 

- A criança não se aconchega como os outros bebês;

- Não troca sorrisos;

- Parece não ter medo ou sentir dor;

- Não percebe as pessoas no ambiente;

- Procura isolamento;

- Não compartilha brincadeiras;

- Não atende quando chamado;

- Não se assusta com sons altos;

- Não apresenta interesse em ter contato com brinquedos, mas gosta de brincar com objetos de casa;

- Fala números e letras, mas não utiliza a fala para solicitar suas necessidades;

Veja alguns fatores que uma criança pode apresentar no atraso na fala:

- Dificuldade auditiva;

- Falta de estímulos adequados;

- Excesso de uso e equipamentos eletrônicos como celular, tablet e televisão;

- Pouca brincadeira;

- Alimentação;

- Autismo;

- Síndromes genéticas;

- Dificuldades cognitivas;

-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. 19° Máx. 30°

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (05/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 30°

Sol e Chuva
Sábado (06/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 31°

Sol e Chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias