Sexta, 03 de Dezembro de 2021
24°

Poucas nuvens

Garanhuns - PE

Educação Educação

Qual é a diferença entre SISU, Prouni Fies e Educa Mais Brasil

Programas possibilitam acesso ao ensino superior; no Educa não é preciso ter feito o Enem

25/10/2021 às 09h50
Por: Central Fonte: R7 - Do R7 Bolsas de Estudo
Compartilhe:

Muitos estudantes ainda têm dúvidas sobre a diferença entre os programas SISU, Prouni e Fies. Todos são iniciativas do governo federal que fomentam o acesso ao ensino superior. Porém, não são os únicos programas que garantem ao estudante bolsas de estudo.

Existem iniciativas privadas, como o Educa Mais Brasil, que também oferta descontos em diversas instituições de ensino de todo país. Diferente dos programas de governo, no Educa Mais Brasil existem oportunidades para os estudantes além da graduação. Creches, escolas de educação básica, cursos técnicos, profissionalizantes e até de idiomas são ofertados com condições especiais para quem não pode pagar o valor integral de uma mensalidade.

Então, vale a pena se informar sobre as possibilidades de aliar estudo com economia. O Sistema de Seleção Unificado (SISU) é um programa criado pelo Ministério da Educação (MEC), no ano de 2010. O objetivo é selecionar estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para estudar em universidades públicas e institutos federais.  Já o Programa Universidade Para Todos (Prouni) foi criado em 2004 e com intuito de disponibilizar bolsas de estudos integrais e parciais em universidades e faculdades privadas do país.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado ao financiamento da graduação de estudantes que não têm condições de pagar as mensalidades das faculdades da rede de ensino privada. O FIES foi lançado pelo governo federal em 1999 e, como se trata de um financiamento, ao concluir o curso, o estudante beneficiário terá de pagar a dívida.

Já o Educa Mais Brasil é o maior programa privado de incentivo à educação no país que oferta bolsas de estudos com até 70% de desconto nas diversas modalidades de ensino. Com 18 anos de atuação, o Educa tem parceria com mais de 30 mil instituições de ensino que oferecem oportunidades para quem quer ingressar em cursos de graduação, pós-graduação, cursos técnicos, profissionalizantes, de idiomas, além de todas as etapas da educação básica.

A diferença entre SISU, Fies Prouni e Educa Mais Brasil é que os primeiros têm período de inscrição. Já no Educa Mais Brasil a oferta de bolsas acontece o ano todo. Além disso, os programas de governo são iniciativas públicas que dependem do desempenho do aluno no Enem. No Educa Mais Brasil, a nota do Enem não é uma exigência.

Agora que você já sabe qual é a diferença entre eles, aprenda a fazer a inscrição nos respectivos programas.

Como fazer inscrição no SISU?
A inscrição no SISU é feita pela internet, de forma gratuita, no site do programa. Os períodos, geralmente, são divulgados com algum tempo de antecedência, mas a forma de se candidatar é sempre a mesma. Para se inscrever, siga o passo a passo do SISU:

1. Acesse o site de inscrição;
2. Informe o seu número de inscrição e a sua senha do Enem do ano correspondente para aquela inscrição;
3. Confirme os seus dados na plataforma;
4. Escolha duas opções diferentes de cursos que você quer estudar;
5. Indique a sua modalidade de concorrência: vagas de ampla concorrência, vagas referentes à Lei de Cotas ou vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.
6. Acompanhe a sua inscrição e fique de olho na nota de corte do programa.
7. Com o resultado em mãos, os aprovados deverão se matricular na instituição em que foram aprovados no período indicado pelo certame.

Como fazer inscrição no Prouni?
A inscrição no Prouni é gratuita e feita pela internet. Assim como o Sisu, os períodos de inscrição são indicados com algum tempo de antecedência para o participante se preparar e não perder o prazo. Para se candidatar, o interessado deve seguir o passo a passo do Prouni:

1. Informar o número de inscrição no Enem do ano correspondente para aquela inscrição e a senha mais recente usada no Enem;
2. Escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis. O candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, preto ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas.
Fique sempre atento às chamadas. O Prouni faz a pré-seleção e o candidato deverá comparecer à instituição de ensino e apresentar os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição.

Como funciona o Fies: conheça os critérios
O processo de contratação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) tem algumas etapas. A primeira delas é a inscrição, que ocorre duas vezes ao ano, geralmente no início de cada semestre. Para participar os interessados devem ter feito alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, alcançado 450 pontos na soma das provas objetivas e não ter zerado a redação.

O Fies libera em chamada única o resultado com o nome dos contemplados em seu site oficial, de acordo com a data prevista no cronograma. Depois das vagas serem distribuídas entre candidatos classificados, caso o participante não tenha sido contemplado na chamada única ainda é possível conseguir o auxílio por meio da lista de espera do Fies. A lista de espera será liberada com as vagas dos candidatos que foram chamados, mas desistiram da contratação ou não se enquadraram nas regras do programa.

As vagas remanescentes são as vagas que não foram ocupadas pelos candidatos contemplados na chamada regular, com isso, essas são destinadas aos estudantes que estão na lista de espera. Quem não for pré-selecionado na chamada única, será automaticamente incluído em lista de espera. Na modalidade P–Fies não existe a etapa de lista de espera.

Para participar do Fies, é necessário ter renda familiar per capita máxima de três salários mínimos para a modalidade Fies. Os aprovados têm o curso financiado pelo governo e, após concluir os estudos, devem devolver o valor pago, em parcelas, conforme o contrato de adesão ao programa.

Não consegui vaga nos programas de governo, e agora?
Se você não for contemplado com uma vaga na universidade pelo SISU, pelo Fies ou Prouni pode continuar sonhando com a faculdade, pois o Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país, disponibiliza bolsas de estudo para diversos cursos em milhares de faculdades do Brasil. Tudo isso sem precisar de seleção, nota de corte ou nota do Enem.

Como fazer inscrição no Educa Mais Brasil?
Então, se você está se perguntando “como conseguir bolsa de estudo pelo Educa Mais Brasil?”, saiba que o processo é muito fácil, basta seguir o passo a passo:

1. Acesse o site do Educa Mais Brasil;
2. Escolha a modalidade que você deseja: Faculdades; Pós-Graduação; Escolas; Cursos Técnicos; Idiomas; Preparatório para Concursos; Cursos Profissionalizantes; EJA - Educação para Jovens e Adultos ou Pré-Vestibular / ENEM.
3. Digite a cidade onde deseja fazer o curso;
4. Após visualizar as bolsas disponíveis e decidir qual é a melhor opção para você, clique em “Quero esta bolsa”;
5. Preencha o cadastro e avance para a pré-matrícula;
6. Após a pré-matrícula, é só finalizar a matrícula na instituição de ensino escolhida;
7. Pronto! Vaga garantida e sonho realizado. Bons estudos!

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Garanhuns - PE Atualizado às 20h12 - Fonte: ClimaTempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 32°

Sáb 32°C 19°C
Dom 31°C 19°C
Seg 32°C 19°C
Ter 32°C 19°C
Qua 30°C 20°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias