Domingo, 16 de Janeiro de 2022
27°

Pancada de chuva

Garanhuns - PE

Saúde Ceará

Gestores discutem melhorias para a saúde da população privada de liberdade do Ceará

Reunião foi realizada na sede da Secretaria da Saúde do Ceará Na tarde desta sexta-feira (3), gestores das Secretarias da Saúde do Ceará (Sesa), da...

03/12/2021 às 17h25
Por: Central Fonte: Secom Ceará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

Reunião foi realizada na sede da Secretaria da Saúde do Ceará

Na tarde desta sexta-feira (3), gestores das Secretarias da Saúde do Ceará (Sesa), da Administração Penitenciária (SAP), da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos humanos (SPS), além da Defensoria Pública e do Ministério Público do Estado participaram da primeira reunião do grupo condutor da Política de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional no Âmbito do Sistema Único de Saúde (PNAISP). Também participaram do encontro, de forma remota, representantes do Ministério da Saúde.

O grupo foi criado por meio da Portaria Conjunta nº 1355/2021, de 11 de novembro deste ano. Entre suas atribuições, estão: mobilizar os dirigentes do SUS e dos sistemas prisionais em cada fase de implantação e implementação da PNAISP; apoiar a organização dos processos de trabalho voltados para a implantação e implementação da PNAISP no Estado; identificar e apoiar a solução de possíveis pontos críticos em cada fase do processo.

Para o gerente técnico da Saúde Prisional da Sesa, João Neto, “o grupo condutor é importante por se tratar de uma estratégia de consolidação de uma das políticas que compõem o SUS”. Também, segundo ele, por ser uma forma de agregar diversos atores de distintas instituições e órgãos para ampliar o diálogo sobre a saúde da população privada de liberdade. “Acreditamos que isso proporcionará ao Estado do Ceará a oportunidade de avançar no que se refere à saúde da população privada de liberdade no âmbito do SUS”, avalia.

O Ministério da Saúde lançou a PNAISP, instituída pela Portaria Interministerial nº 1, de 2 de janeiro de 2014, com o objetivo de ampliar as ações de saúde do SUS para este grupo populacional, fazendo com que cada unidade básica de saúde prisional passasse a ser visualizada como ponto de atenção da Rede de Atenção à Saúde.

Sobre a parceria do Poder Judiciário com as pastas do Governo do Ceará, a juíza coordenadora do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Estado, Luciana Souza, entende que os poderes são independentes, mas harmônicos. “A cooperação dos Poderes converge para o mesmo objetivo. Isso em nada compromete na tomada de decisão. É um resultado de esforços onde conseguimos construir, juntos, soluções para a saúde prisional”.

A PNAISP nasceu da avaliação dos dez anos de aplicação do Plano Nacional de Saúde no Sistema Penitenciário (PNSSP), quando se constatou o enfraquecimento desse modelo, que se mostrou restrito por não contemplar, em suas ações, por exemplo, a totalidade do itinerário carcerário – delegacias e distritos policiais, cadeias públicas, colônias agrícolas ou industriais, tampouco penitenciárias federais.

Garanhuns - PE Atualizado às 16h34 - Fonte: ClimaTempo
27°
Pancada de chuva

Mín. 17° Máx. 30°

Seg 29°C 19°C
Ter 30°C 20°C
Qua 30°C 19°C
Qui 30°C 19°C
Sex 30°C 18°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias