Quarta, 25 de Novembro de 2020 07:34
(87) 9.8130-1122
Política Esquema de corrupção

Prefeito Izaías Régis e família são alvos de denúncia de mega esquema de corrupção

Confira na matéria

06/11/2020 16h39 Atualizada há 3 semanas
Por: Jonathas William J.W / Garanhuns Notícias
Prefeito Izaías Régis e família são alvos de denúncia de mega esquema de corrupção

Na tarde da última quinta-feira (05), por meio de um blogueiro local, veio a público o conteúdo do Inquérito Civil Nº 14/2018 (instaurado em agosto de 2018), do Ministério Público de Pernambuco, que apura suposta improbidade administrativa com enriquecimento ilícito envolvendo o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), família e outras pessoas próximas a ele.

Esse inquérito surge na ocasião em que Izaías vem se empenhando em eleger o seu sucessor, o médico Silvino Duarte (PTB), que responde a processo por improbidade administrativa, por dano ao erário público. (Número do processo: 0000642-67.2008.8.17.0640).

A documentação de que trata a investigação que mira Régis é composta por mais de 2.400 páginas, estando dividida em 8 volumes; cada qual contendo entre 200 e 300 páginas.

Algumas páginas da peça investigatória já estão publicadas.

De acordo com as informações levantadas pelo blogueiro, que teve acesso a todo conteúdo do Inquérito impresso, as denúncias partiram de um ex-funcionário (denunciante) do prefeito Izaías Régis, que trabalhou com ele por cerca de 28 anos. Ou seja, entende-se que o denunciante é uma pessoa que, como poucos, conhece a fundo a movimentação da vida social, econômica e política da família Régis.

Em determinado trecho do Inquérito, o denunciante diz que “o que existe hoje em Garanhuns é uma coisa escandalosa – o enriquecimento ilícito”, pontuando que Izaías teria tido uma evolução patrimonial exorbitante, sendo ele [o prefeito] “muito malicioso, para driblar a justiça”, pondo diversos bens em nome de outras pessoas.

Em outro trecho da peça que contem as denúncias, o ex-funcionário de Izaías disse que há recursos financeiros não declarados pelo gestor municipal, nas campanhas eleitorais dos anos 2012 e 2016. “Débito de mais de três milhões de reais com empréstimos para o prefeito vem desde a campanha eleitoral de 2012; essa arrecadação não foi declarada à justiça eleitoral; na campanha eleitoral de 2016, o prefeito comprou um carro Pickup Estrada branca, em meu nome, utilizada como carro de som”, afirmou.

No Inquérito, o declarante assinala que revelou tudo o que sabia apenas ao Ministério Público, mas já havia conversado sobre o assunto com um delegado. “Não registrei denúncia em nenhum outro órgão sobre esses fatos, mas conversei com o delegado chefe da Polícia Civil, agendado por Patrick, secretário do referido delegado, e me disseram para vir a esta Promotoria de Justiça”.

O declarante destaca que “o escândalo maior refere-se à empresa Régis & Agropecuária Ltda., em nome da esposa e das filhas do prefeito”. Segundo o ex-funcionário, a empresa se localiza numa fazenda, no distrito de São Pedro, que tem um capital social de um milhão de reais, mas só conta com três animais (vacas).

Segundo o que foi noticiado na matéria do blogueiro, ano longo do Inquérito, há indícios das práticas de “Caixa 2”, “Lavagem de dinheiro”, “ocultação de bens”, funcionamento de “empresa de fachada”, atuação de pessoas próximas à família operando como “laranjas”, aquisições “suspeitas” de veículos, transações suspeitas envolvendo a ACIAGAM, “negociações fraudulentas de imóveis”, “superfaturamento”, “ameaça de morte”.

Num dos trechos mais fortes da denúncia, constante no Inquérito, o denunciante declara que o prefeito havia jurado ele de morte: “Ele [Izaías] disse que se eu procurasse a justiça ele mandava me matar; isso ele falou há cerca de quinze dias, num restaurante do Recife”.

O blogueiro trouxe também a informação de que quem está à frente deste Inquérito Civil, no Ministério Público, é o promotor Domingos Sávio Pereira Agra, e que, por entender a gravidade dos fatos narrados pelo delator, o promotor encaminhou todo o material ao Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), ao Ministério Público Federal (MPF), e ainda ao Procurador Geral de Justiça de Pernambuco, o Dr. Francisco Dirceu Barros.

Foi prometido pelo blogueiro que outras peças acusatórias e comprometedoras, constantes no Inquérito, serão divulgadas.

Que essas denúncias são seríssimas, não resta dúvidas. Se os crimes forem comprovados, certamente esse será o maior escândalo de corrupção que um prefeito de Garanhuns já esteve envolvido.

O OUTRO LADO - Buscando “ouvir o outro lado”, hoje pela manhã, o titular desta coluna “Opinião e Política” teve contato com um dos assessores do prefeito Izaías Régis, para saber se o gestor irá se pronunciar oficialmente diante dessas denúncias que vêm sacudindo a cidade deste ontem. O assessor disse que nesta manhã estaria com o prefeito e que informaria algo logo mais. Até o fechamento desta matéria, não recebemos mais retorno.

Texto: Wagner Marques

 

Política & Opinião por Wagner Marques
Sobre Política & Opinião por Wagner Marques
"Os fatos da Política em Garanhuns"
Garanhuns - PE
Atualizado às 07h33 - Fonte: Climatempo
20°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 28°

20° Sensação
25.3 km/h Vento
63.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Sexta (27/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 29°

Sol e Chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias